METABASE PARA ANGLO

Assédio moral e rejeição à proposta da empresa foram os temas

Na manhã desta segunda-feira (1º) o Sindicato Metabase Itabira promoveu manifesto na portaria das minas da empresa Anglo American na cidade de Conceição de Mato Dentro, distante 176 quilômetros de Itabira. A ação contou com boa recepção dos trabalhadores onde cerca de 700 trabalhadores desceram dos ônibus para participar de uma assembleia na portaria principal da empresa. Discursos e distribuição de boletins aos trabalhadores marcaram o movimento que contou com a presença e apoio dos trabalhadores. De acordo com André Viana, presidente do Metabase, “foi necessário a presença maciça da diretoria do sindicato em Conceição do Mato Dentro devido o assédio moral que os trabalhadores tem recebido depois que rejeitaram a proposta de Participação nos Lucros e Resultados oferecida pela empresa Anglo American.” Ainda de acordo com o sindicalista, a empresa ofereceu 4,2 salários de PLR e para os cargos “de chefia” foi oferecido 5,2 salários. O desconforto entre “o pessoal do “chão de fábrica”, ou seja, o operacional, foi grande, já que quem pega realmente no pesado são eles. Quem carrega a Anglo nas costas e garantiu um crescimento de 61% em relação ao mesmo período de 2018 foram esses trabalhadores.” Ainda de acordo com o presidente não há nenhum tipo de discriminação com os cargos altos da empresa, “...respeitamos a hierarquia, mas essa discrepância absurda de valores não podemos aceitar”. Outro item que causou o descontentamento dos trabalhadores foram as negociações com propostas diferentes nas bases do Rio de Janeiro e Belo Horizonte, quando foi oferecido um salário como adiantamento e em Conceição do Mato Dentro, durante a assembleia, não foi apresentada. André Viana acrescentou que haverá uma nova assembleia em breve: “Mas primeiro é necessário uma nova reunião com a Anglo para negociarmos a nova proposta de PLR. Apesar da empresa estar obrigando os trabalhadores a assinarem um abaixo-assinado requerendo nova assembleia, é necessário salientar que quem define quando, como e onde se monta uma assembleia é o Sindicato e não a empresa. É prerrogativa da Instituição definir a melhor data para ouvir os trabalhadores e assim será. Essa diretoria não vai ceder à pressão de chefes, principalmente aqueles que estão assediando moralmente nosso trabalhadores. Se querem diálogo assim será, mas diálogo sem conquista não nos interessa. Se para avançar for necessário a resistência, assim será. Não fugimos a luta...” Finalizou o sindicalista.



 

 

 

CONTATO

Para informações, dúvidas, denúncias, não deixe de entrar em contato.

Compartilhe este site!

Endereço

Rua Mestre Emílio, 93 - Pará
Itabira/MG, 35900-028 

Contatos

comunicacao@metabase.com.br  
Telefone: (31) 3831-6364