ACORDO COLETIVO DO TRABALHO 2019/2020 - VALE

Metabase defende em mesa de negociação com a Vale estabilidade para trabalhadores.

Metabase defende em mesa de negociação com a Vale estabilidade para trabalhadores.

 

A primeira reunião com os representantes da empresa Vale do Acordo Coletivo de Trabalho 2019/2020, realizada hoje (29) em Belo Horizonte, foi marcada pela decisão do Metabase em deixar claro a importância da estabilidade dos trabalhadores da empresa em todas as unidades de Minas Gerais e claro, em Itabira. De acordo com André Viana, presidente da entidade, a paralisação das ações na barragem do Itabiruçu, que recebe rejeitos da mina Conceição, “trouxe uma expectativa com relação à garantia dos empregos dos milhares de trabalhadores. A incerteza da continuidade do emprego deles estão deixando-os preocupados”. Ainda de acordo com André Viana, em época que a empresa anuncia mais um recorde na produção e consequentemente aumento dos lucros, os trabalhadores ficam aflitos: “Quando será que a empresa (Vale) vai entender que toda quebra de recorde de produção, toda quebra de recorde de lucros é graças aos trabalhadores? Quando a empresa vai entender que o trabalhador é o responsável por todo desempenho dela?”. O presidente do Metabase Inconfidentes (Congonhas/MG) Rafael Ávila, também esteve presente na discussão e alerta para a saúde mental dos trabalhadores: “A Vale não se preocupa com todos os atingidos pelo o crime que ela barbaramente cometeu, entre eles os sobreviventes. Hoje, muitos deles estão à base de remédios como calmantes, antidepressivos e remédios para dormir. A estabilidade é a garantia que terão condições de se tratarem e não viverem com o fantasma de poderem ser desempregados”. André Viana aumenta o tom do discurso do amigo sindicalista de Congonhas: “Essa estabilidade é possível, pois ela já firmou este acordo com os trabalhadores das minas de Vargem Grande, Pico, Fábrica, Alegria, Fábrica Nova, Timbopeba, Tamanduá, Abóboras e por que não Itabira? Itabira se tornou mais uma vez protagonista no assunto barragens com a paralisação das atividades em Itabiruçu. Lembro que temos uma outra barragem, do Pontal, interditada pela justiça. A Vale insiste em não informar a população, em especial os trabalhadores, sobre a paralisação da barragem de Itabiruçu e sua real circunstância. Isto traz insegurança e medo”. Ainda com relação às palavras de Rafael Ávila, o presidente do Metabase corrobora: “Em Itabira há trabalhadores que perderam amigos e parentes na tragédia assassina de Brumadinho. Eles precisam dessa estabilidade que dará um mínimo de conforto para trabalharem.” Questionado quanto aos outros temas, André Viana reafirma a importância da estabilidade: “Não adianta conseguir avanços, sejam eles financeiros ou sociais sem garantir a estabilidade. Garantir o emprego do trabalhador é essencial e por isso lutaremos. Não pretendemos entrar na pauta proposta até termos a certeza da garantia dos empregos dos trabalhadores. Vamos aguardar a próxima reunião, aí sim, podemos avançar nas negociações, mas por enquanto a palavra de ordem é estabilidade”. Disse André Viana.

PARTICIPANTES

Participaram da reunião pelo Metabase Itabira os diretores Eládio Rodrigues Oliveira, Washington Aparecido de Oliveira, Genilson José Silva e José Geraldo Amorim e o presidente André Viana Madeira. Pelo Metabase Inconfidentes os diretores Bruno Teixeira, Paulo César, Vagner Dutra e o presidente Rafael Ávila. Pela empresa Vale, os relações trabalhistas Fernando Lott e Luciene Cota, o Gerente de Infraestrutura de Itabira, André Carmo e o especialista em relações trabalhistas da mineradora, Rubens Alves, dentre outros.  

Postado em 30/10/19



 

 

 

CONTATO

Para informações, dúvidas, denúncias, não deixe de entrar em contato.

Compartilhe este site!

Endereço

Rua Mestre Emílio, 93 - Pará
Itabira/MG, 35900-028 

Contatos

comunicacao@metabase.com.br  
Telefone: (31) 3831-6364